WEBLOGIC em cluster

Vou explicar aqui, resumidamente, como configurar um grupo de WebLogic Servers em cluster.
Primeiro vou configurar depois explico como funciona.
( Nos exemplos usarei windows 2003 server e o Oracle Weblogic 10.3.2 )

Passos:
– Primeiro instale weblogic em todas as maquinas que vc desejar;
– Depois escolha uma delas para ser a “Administrativa”, nela executaremos o AdminServer ( depois explico )

PASSO 1, Configurando o Admin do Cluster!

Acesse o configuration wizard…

> Primeiro crie um domínio… ( Create new WebLogic Domain )

> Na próxima tela apenas de “next”… ( Generate a Domain configured automatically … )

> Na tela para dar nome para o domínio dê um nome original, inovador como o sugerido “base_domain” hahahah

> Coloque uma senha para seu administrador, no meu caso coloquei “weblogic1”

> Em Optional Configuration escolha “Admin server” e “managed server”

> escolha a porta para seu servidor, aproveite e habilite a porta de ssl 🙂

Agora nos proximos passos o bixo pega:

> Crie um managed server ( veja na imagem como criei o meu )


> Criado um managed server crie seu cluster 🙂 [ sugiro fortemente o uso de multicast ]


> Jogue seu server dentro do Cluster ( vai ficar parecido com a imagem abaixo… )

> Crie uma “machine”

> Jogue a maquina no server ( vai ficar parecido com a imagem abaixo… )

> Dê um next e um CREATE 🙂
PRONTO SEU SERVIDOR ADMIN ESTÁ PRONTO!
————————————–

Agora que a parte fácil passou vamos pra parte chata 🙂

PASSO 2, Configurando um dos nós do Cluster!

( vai ser igual ao admin com algumas coisas a menos 🙂 )

> Crie um novo dominio weblogic;

> Next … ( Generate domain bla bla bla )

> Use o MESMO nome de domínio que o servidor admin ( no nosso caso base_domain )

> Informe uma senha para seu admin ( no meu caso foi weblogic1 )

> Production Mode ( exatamente como no server admin )

> Selecione apenas “Managed servers”( como na figura )

> Configure seu segundo ( ou sei la ) managed server 🙂 [ veja como ficou meu segundo server na figura ]

> Crie um cluster com o mesmo nome e config de seu admin server! [ vide imagem ]

> Jogue seu managed server para o cluster….

> Crie uma machine para o segundo server [ vide imagem ]

> Jogue seu managed server na machine ( como na imagem abaixo )

> Finalize a criação 🙂
PRONTO SEU MANAGED SERVER ESTÁ PRONTO!
————————————–

Mas não se iluda, vc tem um cluster só na teoria!
Vamos fazer ele rolar na pratica!

PASSO 3, Iniciando o admin do cluster!

Me permita explicar algo antes.
No nosso cluster, apenas um servidor fará os deploys e a disponibilização de jndis e tal. Portanto, executaremos apenas o Admin server em uma

máquina.
Não se preocupe, o weblogic fará o trabalho duro de copiar os jars, wars, ears e tudo mais para os outros servidores.

Inicie o servidor AdminServer na máquina Admin ( vide imagem )

( provavelmente irá pedir o usuario e senha do admin, pois colocamos como production server )

Veja na imagem abaixo o start do servidor… irá aparecer (RUNNING) no meio do texto.

PASSO 4, Iniciando os nós do cluster!

Apesar de não parecer, nosso admin server também é um nó do cluster. Se ele cair o resto continuará em pé e o resto cair e ele estiver de pé tudo

funcionará também.

Partindo do suporto que ele é um nó, explicarei como iniciar os managed servers.

o comando é mais ou menos assim: $WEB_LOGIC_HOME/user_projects/domains/base_domain/bin/startManagedWebLogic.cmd
( no meu caso é : C:\Oracle\Middleware\user_projects\domains\base_domain\bin\startManagedWebLogic.cmd )

Para iniciar o managed server do primeiro servidor digite o comando:

startManagedWebLogic.cmd Server_1 http://[IP_SERVER_1]:7001

( localhost pq é a mesma maquina que roda o admin server )

E para iniciar o managed server do segundo servidor digite:

startManagedWebLogic.cmd Server_2 http://[IP_SERVER_1]:7001

Agora sim voce tem um cluster funcionando 😉

EXPLICANDO

Se o servidor admin cair não tem problema, pois ele é utilizado basicamente para deployar ( instalar ) pacotes no seu cluster, se quiser desligar ele logo depois de deployar um pacote, voce verificará que a outra máquina ainda estará respondendo aos chamados.

Observe também que cada máquina do cluster responde por seu próprio IP, nenhuma máquina “pegará” o IP da outra. Se voce quiser fazer um nome unico para ambas as máquina sugiro o uso de DNS.
Por ex, em seu arquivo de hosts ( windows ) [ usualmente em c:\Windows\System32\drivers\etc\hosts ] coloque:

[IP_SERVER_1] CLUSTER.COM
[IP_SERVER_2] CLUSTER.COM

Assim quando vc digitar CLUSTER.COM:7201 ele pegará o primeiro servidor ativo 🙂

Observações:

– As portas não precisam ser as mesmas que coloquei, podem ser variadas;
– Não precisa colocar os servidores em “production mode”, isto apenas torna mais burocratico para subir pacotes 🙂
– Os nomes dos servidor devem ser iguais em todos os nós do cluster e no admin server;

Deixe uma resposta